Pular para o conteúdo principal

Deep Web e a ‘internet invisível’

Em uma matéria publicada na área de Tecnologia do site globo.com falando sobre a DEEP WEB, muitos comentários e discussões aconteceram.



Sempre quis muito postar algo sobre este assunto aqui.









Primeiramente um aviso, que fique bem claro, Isso não é brincadeira, ou apenas um grupo de sites pessoais de Pornografia ou Compartilhamento de arquivo. Boa parte, se não a maioria dela, são sites de Pedofilia, Venda de Drogas, Armas, Sites para contratar e até mesmo acompanhar Assassinatos em fim...





Estou postando aqui mais uma aviso para você que é curioso, "Colocar o dedo na tomada da Choque"...




Para quem quer saber mais sobre o assunto, aqui vai uns links de referência:

- Conheça a Deep Web e a ‘internet invisível’ (globo.com);

- Deep Web (wikipédia);

- Explorando a Deep Web (forum IBM);

- Deep web: saiba mais sobre o lado obscuro da web (tecnomundo).





Breve Resumo

O termo “deep web” é atribuído a Michael K. Bergman, CEO e cofundador da Structured Dynamics LLC. Ele se refere a todo aquele conteúdo que não pode ser indexado pelos sites de busca e, dessa forma, não está disponível diretamente para quem navega na internet.




Desde 2001, a deep web recebe atenção especial por parte de órgãos investigadores em busca de pistas de crimes virtuais. Assim como a grande rede aberta, o lado oculto da internet também revela segredos nocivos que, se mal-utilizados, podem trazer sérios problemas para todos os envolvidos.


Poderia falar mais muitas outras coisas aqui, formas de acesso, como funciona, mas prefiro parar por aqui, para você caro leitor deixo minha sugestão, que
 acessar conteúdo disponível na deep web, em alguns casos, pode ser uma experiência perigosa e bastante desagradável. Informações que rapidamente seriam banidas na rede aberta circulam livremente na web invisível.





A minha avó sempre dizia, "A ocasião faz o ladrão"...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Temperamento - Decubra seu Perfil Profissional

PerguntaSimNão1: Gosta de conversar?2: Gosta de atividade, ação?3: Emociona-se com facilidade?4: “Explode” facilmente?5: Está sempre atualizado nos mais diversos assuntos(cultura geral)?6: É imaginativo?7: Tem inclinação para a crítica e para ironia?8: Tem tendência a mudar de opinião se apresentarem argumentos válidos?9: Quando lhe pedem desculpas,reconcilia-se com facilidade?10: Tem dificuldade em perdoar/esquecer?11: Gosta de fazer o bem sempre que pode?12: Aflige-se facilmente com os males do próximo?13: É mais optimista do que pessimista?14: Ri com facilidade quando há motivo?15: É uma pessoa inconstante,pouco perseverante?16: Prefere que sejam outros a resolver os problemas?17: Aceita facilmente novas ordens que lhe são dadas?18: Gosta de novidades?19: Gosta de andar elegante, bem vestido?20: Gosta de ser admirado/elogiado pelos outros?
PerguntaSimNão1: Irrita-se com facilidade?2: Nota-se quando está irritado?3: Guarda rancor?4: Perdoa com facilidade?5: É intolerante quando contr…

Tabela Periodica - Atalhos do Excel

Preciso ter um site?

Más é óbvio que a resposta é SIM, até porque como vou ganhar dinheiro fazendo site se as pessoas e empresas não fazem site.
Bem é isso que a maioria das pessoas pensam, que fazer um site é desnecessário e só server pra gastar dinheiro, ou então a pessoa faz um site porque sempre perguntam para ela "Você tem Site?".
Os motivos e necessidades para se ter um site são muitos, varia de negócio para negócio. Listei abaixo alguns itens, caso esteja lendo até aqui, não pare, leia o restante, acredito que vai mudar a seus conceitos sobre ter um site.
Aberto 24h. Suas informações, produtos, serviços estarão disponíveis aos clientes 24 horas por dia.
Credibilidade. É muito difícil para uma pequena empresa concorrer com empresas de grande porte. Na internet é possível que uma pequena empresa, com um site bem projetado, com um bom design gráfico, navegação simples e informações bem redigidas seja bem avaliada pelos seus clientes - mesmo quando comparada com concorrentes de maior porte. Um bom…