Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2009

Twitter pode abrir capital, mas não há intenção de venda

O Twitter , rede social online que segue tendências do momento através de mensagens publicadas na internet por usuários sobre eventos que presenciam, pode buscar financiamento no mercado de ações, caso seja necessário, disse seu co-fundador Biz Stone. A jovem empresa, de apenas três anos, já está gerando receita e deve focar nisso para o ano que vem. "O ano de 2010 realmente será o ano da receita. Eu não sei se seremos lucrativos, mas temos muito tempo", disse Stone nesta segunda-feira. Em setembro, o Twitter recebeu uma nova rodada de recursos de investidores, o que analistas afirmam ter aberto as portas para uma eventual oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) ou venda da empresa. Segundo fonte com conhecimento do caso, o novo financiamento chegou a um total de US$ 100 milhões, o que teoricamente dá um valor de mercado à companhia de US$ 1 bilhão. Stone afirmou a jornalistas que não quer vender a empresa, e que exploraria alternativas a uma oferta pública

Wikipedia sofre com perda de colaboradores

O quinto mais popular site do mundo, com cerca de 325 milhões de visitantes por mês, estaria perdendo boa parte dos milhões de colaboradores voluntários que escrevem, editam e controlam a enciclopédia virtual Wikipedia , segundo reportagem do jornal The Wall Street Journal. O fato, segundo o jornal, poderia ter sérias conseqüências também sobre o estigma de democracia, ou o "poder dado aos amadores", que o site ajudou a construir na internet. Problemas como brigas entre colaboradores e o aumento de regras estariam sufocando o projeto. A Wikipédia, ou "a enciclopédia livre que todos podem editar", como o próprio site se autodenomina, surgiu em janeiro de 2001 a partir de Nupedia, um projeto colaborativo diferente, mas com algumas semelhanças. Pesquisadores já vinham identificando nos últimos meses uma queda no crescimento de usuários, artigos e edições na Wikipédia, relacionando o fenômeno ao fato dos editores controlarem demais as contribuições de usuários ocasio

Microsoft e News Corp negociam aliança contra Google, diz fonte

Gigante pode pagar império de mídia para tirar sites do Google News.Conglomerado detém os direitos de jornais como Wall Street Journal e Sun. A Microsoft tem mantido negociações com a News Corp sobre uma aliança que faria o império mundial de mídia ser pago para tirar seus sites de notícias do Google, informou uma fonte próxima do assunto no domingo (22). A News Corp, que controla jornais como o “Wall Street Journal” e o “Sun”, iniciou as negociações, e as conversas estão em um estágio preliminar, informou a fonte. Rupert Murdoch, da News Corp., participou de eventode mídia e tecnologia, nos EUA, em julho. (Foto: Rick Wilking/Reuters) O presidente-executivo da News Corp, Rupert Murdoch, tem afirmado que quer fazer as pessoas pagarem para ter acesso aos sites de jornais de seu grupo. Outras publicações que incluem o “New York Times” também estão buscando maneiras de cobrar por seu conteúdo, convencidas de que não devem entregar as notícias via mecanismos de busca como Google e Yahoo

Dono de blog é condenado a pagar R$ 16 mil por comentário de internauta

Por conta do comentário de um internauta em seu blog, o estudante de jornalismo Emílio Moreno da Silva Neto, de 33 anos, morador de Fortaleza (CE), foi condenado pela Justiça cearense no mês de julho a pagar uma indenização de R$ 16 mil. Emílio perdeu o prazo para recorrer e, no último fim de semana, recebeu uma notificação de penhora de bens para o pagamento do valor. O caso começou em março do ano passado, quando o universitário repercutiu em seu blog uma briga entre dois estudantes do Colégio Santa Cecília, na capital cearense. No comentário, um internauta insultou a diretora, uma freira chamada Eulália Maria Wanderley de Lima, e criticou sua atuação na intermediação da briga dos estudantes. No segundo semestre do ano passado, a diretora da escola abriu uma ação por danos morais contra o blogueiro. Nas quatro primeiras audiências, segundo informações do Tribunal de Justiça do Ceará, o estudante compareceu e a diretora, não. Ela alegou viagens e outros compromissos profissionais.

Azure, plataforma de computação em nuvem

A Microsoft anunciou que sua plataforma de computação em nuvem, chamada Azure, será lançada no dia 1º de janeiro de 2010. Ela será gratuita pelo primeiro mês, mas os clientes passarão a ser cobrados a partir de 1º de fevereiro. Para garantir que o Azure conseguirá agüentar o tranco e apresentar a capacidade, disponibilidade e escalabilidade que se espera de um serviço de computação em nuvem, ele será hospedado em 3 pares regionais de data centers bem separados geograficamente, para prevenir o caso de uma catástrofe regional comprometer o serviço. A abordagem da Microsoft é um pouco diferente da sua maior concorrente no segmento de computação em nuvem. Ao contrário do Google, a empresa-mãe do Windows não vê a nuvem como um substituto do armazenamento e processamento local, mas sim como um complemento para enriquecer a experiência das “três telas”, que é como a Microsoft se refere à tríade de telas que permeia a vida das pessoas: computador desktop, TV e dispositivo móvel. O Azure a

Vevo anuncia data de lançamento: 8 de dezembro

O site de clipes de música Vevo anunciou ontem (19) que deverá entrar no ar no próximo dia 8 de dezembro. O serviço, anunciado em Abril desse ano, é uma joint venture entre as gravadoras Universal Music e Sony Entertainment que será ‘powered by YouTube‘. O lançamento também contará com um evento para a imprensa na cidade de Nova York, em que será revelado se existirão restrições locais de acesso, como no site Hulu.com , disponível apenas nos EUA. Apesar de conter vídeos do YouTube, o Vevo não deverá usar nenhum clipe feito pelos usuários do site. Todo o conteúdo disponibilizado no serviço será profissional, produzido com grandes orçamentos e equipamentos profissionais. A empresa ainda não anunciou se pretende cobrar por acesso ou se o site será suportado por anúncios. O conteúdo, no entanto, estará disponível tanto através do próprio Vevo.com ou pelo canal do site no YouTube. Além das gravadoras, o projeto conta com investimentos da operadora de telefonia celular AT&T e da Abu

Google Chrome OS será lançado em uma semana

Imagem: http://www.rafaeldesigner.com.br/ O Google Chrome OS estará disponível para download em uma semana, segundo o TechCrunch. O sistema operacional foi anunciado em julho e o lançamento antes do final do ano pode servir para conseguir emplacar alguns netbooks vendidos nesse final de ano. Segundo o site, o que se pode esperar é que o suporte a drivers ainda será fraco, mesmo com um batalhão de engenheiros trabalhando para criação de todos os principais drivers do mercado. A empresa certamente deve focar nos netbooks, plataforma que é o principal destino (ou assim o Google espera) do sistema operacional. A empresa já anunciou estar trabalhando com grandes empresas do setor, como Acer, Adobe, Asus, HP, Lenovo, Qualcomm e Toshiba no projeto do Chrome OS. Só nos resta então esperar o lançamento desse esperado sistema operacional e ver o que de verdade nós vimos nos rumores dos últimos meses.

Google inova com tradutor instantâneo

O Google revelou nesta terça-feira (17/11) um novo serviço de tradução, com um novo visual e a sensação de tradução em tempo real. Além disso, a ferramenta agora tem a capacidade de traduzir 51 idiomas. A tradução instantânea é o recurso mais perceptível do novo serviço do tradutor do Google. A tradução é feita enquanto o usuário digita na caixa de textos, sem a necessidade de apertar o botão “traduzir”. O botão, porém, ainda está presente. Para quem não fala inglês, o novo Google Tradutor introduz um serviço de pronúncia. Caso o usuário traduza de outra língua para o inglês, um ícone aparece ao lado da palavra em inglês e lê em voz alta. O diretor de produção do Google, Awaneesh Verma, disse em um post no blog oficial da empresa que o Google Tradutor vai trabalhar continuamente na melhoria da precisão do sistema de tradução automática.

YouTube cria canal de jornalismo cidadão

O YouTube lançou um serviço denominado YouTube Direct, que tem o objetivo de incentivar o jornalismo cidadão. Segundo matéria do El País, por meio do novo canal, os editores de emissoras de televisão online ou de conteúdo audiovisual poderão ter acesso facilitado aos vídeos produzidos pelos usuários.Por enquanto, não há intenção de cobrar pelo serviço. O objetivo, diz o YouTube, é fazer com que o trabalho do internauta seja reconhecido pelas empresas jornalísticas. O portal considera que em muitas ocasiões, como catástrofes da natureza ou outros tipos de acidentes, os cidadãos que vivem na área atingida conseguem obter as imagens bem antes da chegada dos repórteres. Por essa razão as gravações têm um alto valor testemunhal e podem despertar a atenção dos veículos de comunicação. Havendo interesse de um meio de comunicação por determinado vídeo, a empresa deve se conectar com o autor do material para pedir autorização e mais informações sobre o material. O YouTube entende que a ab

Google Books: a maior biblioteca online

Acordo pode transformar Google Books na maior biblioteca online do mundo O Google Books pode, em breve, se tornar a maior biblioteca online do mundo. A empresa entrou com um pedido de revisão de um acordo que pode permitir a distribuição digital de milhões de livros que não estão sendo publicados. Em nota oficial divulgada no site do serviço, o Google anuncia o acordo com autores e editoras, mas não sabe quando começará a oferecer os novos livros.O pedido de revisão, feito na última sexta-feira (13/11), mostra um novo rumo para o serviço de livros do Google. O projeto digitaliza obras de bibliotecas norte-americanas desde 2004, mas sofre com diversos processos e acusações de não ser benéfico para a competição de mercado. Para evitar problemas jurídicos, a empresa mudou o foco do Google Books e passou a licenciar o catálogo de editoras para digitalizar livros fora de linha. O acordo terá efeito apenas usuários que acessam o serviço dos Estados Unidos. O Google afirma que está t

Twitter pode ficar fora do ar

O Twitter pode ficar fora do ar durante duas horas nesta terça-feira (17/11) em razão de serviços de manutenção pelos quais passará o microblog. A interrupção será por um período curto. O microblog pode ficar indisponível entre 11h e 13h, horário da região do Pacífico (17h e 19h conforme o horário de Brasília).